A magia das Missões

Programe seu
Roteiro

Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
Trilha da Coluna Prestes 2012;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
CAMINHADA DE RÉVEILLON 2014;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
Trilha da Lua Cheia Fev./2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA JANEIRO DE 2016;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;
CAMINHADA NOVEMBRO 2014;

Roteiros

Elson Zoppellaro Machado

Recife - PE

Caminhada Grupo 8 Dias -  10 á 18/09/2016

 

Caminhar é imitar a vida. 

                                                                                               A cada dia uma nova etapa, um novo desafio, seus encantos e desencantos, alegrias e frustrações. Cada jornada é ímpar, jamais igualada  às  que  se  perdem  nas  turvas águas do passado. É um convite à reflexão  mais profunda  sobre nossa  breve  passagem por  este mundo,  sobre os sonhos de irrequieta alma confinada num vigoroso mas limitado corpo, enfim, sobre a questão última da consciência: por que tudo tem que existir ao invés de nada?

Os poetas já o perceberam:

                                                                                               “Um palácio é bonito, um arranha-céu é imponente, mas uma estrada é viva. Por isso, das construções do homem, talvez seja a estrada a que mais lhe fale ao coração, lhe sugira com aproximação maior o transitório, o inquieto, o rápido da vida. A estrada é o longe e o perto, a presença da distância, o convite à caminhada, à aventura, à fuga. A estrada leva e traz, a estrada anda, vive e participa também”.  (Rachel de Queiroz). 

                                                                                              “Para viajar basta existir.  Vou de dia para dia, como de estação para estação. No comboio do meu corpo, ou do meu destino.  Debruçado sobre as ruas e as praças, sobre os gestos e os rostos, sempre iguais e sempre diferentes, como, afinal, as paisagens são.  A vida é o que fazemos dela.   O que vemos não é  o que vemos, senão o que somos" (Fernando Pessoa).

Quando ir? 

                                                                                              Agora, pois o tempo, esse velho insensível, insiste em passar correndo (devia caminhar também), sugando com avidez a mocidade alheia. Agora! Antes que o vigor se perca nas curvas do tempo! A vontade e a temperança, um pouco de ousadia e a prática da vida reclamam nossa ida. Caminhar é também filosofar, é andar por nossos mundos interiores, que lá estão à espera do eu aventureiro que ouse explorá-lo. Depois? Pode ser tarde demais!

Mais um poeta, a propósito:

                                                                                              “Depois? Depois o café esfria, depois a prioridade muda e o encanto se perde, depois a saudade passa e o cedo fica tarde, depois tanta coisa muda. Não deixe nada para depois porque, na espera do depois, você pode perder os melhores momentos, as melhores experiências e os melhores e sinceros sentimentos” (Hideki Maeda).

 

Muito obrigado por me proporcionarem dias memoráveis.

Parabéns pela dedicação e paixão pelo que fazem.

Vocês são o próprio "caminho".

"O caminho das missões" é, nestes tempos de insensatez, a chama missioneira em estado puro. Avante com os seus sonhos! (afinal, o que seria de nós sem eles?)."

Abraços.

Elson Zoppellaro.