A magia das Missões

Programe seu
Roteiro

Março 2008;
Março 2008;
Março 2008;
Março 2008;
Março 2008;
Março 2008;
Março 2008;

Roteiros

1º Ciclo Jesuítico

1º Ciclo Jesuítico


Um dos capítulos do livro "OS SETE POVOS DAS MISSÕES", de Mário Simon, dedica-se a apresentar de maneira clara e resumida os fatos mais marcantes da História das Missões.


CRONOLOGIA DAS MISSÕES - 1626/1835

1626 - O Padre Roque Gonzales de Santa Cruz atravessa o rio Uruguai par iniciar os primeiros aldeamentos em solo do Rio Grande do Sul.  fundada São Nicolau, primeira Redução do 1º ciclo missioneiro no lado esquerdo do rio Uruguai. Fundação de São Francisco Xavier.
1627 - Fundação de Candelária do Ibicuí.
1628 - Fundação de Assunção do Ijuí, Candelária do Piratini e de Caaró.
- Martírio dos padres Roque Gonzales de Santa Cruz e Afonso Rodrigues, em Caaró, e de João de Castilho em Assunção do Ijuí.
- Iníco da penetração dos bandeirantes paulistas chefiados, entre outros, por Fernão Dias Pais e Raposo Tavares, com o objetivo de escravizar os índios.
1631 - Fundação de Apóstolos e São Carlos.
1632 - Fundação de São Tomé, São José, Sant'Ana, Natividade, São Cosme e Damião, Jesus-Maria e São Miguel, ao longo dos rios Ibicuí, Vacacaí e Taquarí.
1634 - Fundação dos três últimos povos do 1º ciclo missioneiro no Rio Grande do Sul; São Cristóvão, São Joaquim e Santa Tereza.
1635 - Martírio do Padre Cristóvão de Mendonza nas imediações da redução de São Joaquim. Cristóvão de Mendonza foi o fundador de São Miguel de 1632, no 1º Ciclo Missioneiro.
1637 - Fim dos 18 povos das Missões do 1º ciclo missioneiro que tiveram que migrar para o outro lado do rio Uruguai, acossados que eram pelos bandeirantes preadores de índios. Presume-se que desde o início das preações os bandeirantes aprisionaram e levaram de todo o território das Missões Jesuíticas (Paraguai, Argentina e Brasil) 200.000 índios. Destes, 60.000 da região dos povos do Rio Grande do Sul.
1639 - Os índios reduzidos conseguem, através de negociação direta dos padres jesuítas (Antônio Ruiz de Montoya) com o Rei da Espanha armas de fogo para sua própria defesa e defesa dos territórios espanhóis.
1640 - O irmão jesuíta Domingos de Torres prepara exércitos para a guerra.
1641 - Batalha de M´Bororé, no leito do rio Uruguai, onde o exército guarani, comandado pelo irmão jesuíta Domingos de Torres, derrota os bandeirantes. Aparece o nome de Nicolau Nenguiru, importante cacique nas Missões do lado argentino.
1651 - Há notícias de que os bandeirantes paulistas armam poderoso exército para destruir definitivamente as reduções de todas as partes. Já nas primeiras escaramuças os guaranis arrasaram os paulistas que nunca mais desceram ao sul para perturbar as Missões.
1680 - É fundada a Colônia do Sacramento, fortaleza de Portugal, às margens do rio da Prata. Esta Colônia, mais tarde, será o pivô de intrigas que culminará no Tratado de Madri.